Nádia Caldeira e seu amado Armandinho

Nosso pequeno bulldog francês de 4 meses, fraturou a tíbia e luxou a patela. Por ser filhote, o tratamento precisava
ser diferenciado em virtude do crescimento. Nosso veterinário de confiança indicou o Dr. Gustavo e a equipe da Mundo à Parte. Nosso baby foi tratado com muito carinho e atenção, além da segurança que sentimos por saber que estava tendo o tratamento adequado para logo poder brincar normalmente. Em apenas um mês de tratamento (04 sessões), nosso Armandinho já corria sem mancar. Agradecemos muito ao Dr. Gustavo e à equipe Mundo à Parte pelo carinho e competência dedicados. Nosso filhote está mocinho, lindo, saudável, sem nenhuma sequela e correndo muito com o irmão mais velho.

Nádia Caldeira e seu amado Armandinho - Porto Alegre, RS

Rodrigo e Morgana e seu filho Jasão

Nossa história se inicia no dia 08/04/2014, quando nosso filhote Jasão , um cão de 60 quilos da raça Rottweiler, perdeu completamente o movimento das patas traseiras. A partir deste dia iniciamos uma longa caminhada em busca de tratamento médico que pudesse reverter este terrível quadro. Iniciamos o tratamento de nosso filhote em uma clinica veterinária durante 30 dias de tratamento a base de corticoides e medicação para dor, o quadro de saúde do Jasão não apresentou melhoras. Ao conversarmos sobre o quadro com a veterinária,, ela deu como sugestão a fisioterapia. No inicio do mês de maio de 2014, chegamos a Clinica Mundo a Parte, para a primeira avaliação do Jasão. Com o quadro de paralisia total das patas traseiras e a saúde um pouco abalada pelo tratamento a base de corticoides. Neste mesmo dia após realizarmos a avaliação com a equipe da Mundo à Parte, iniciamos de imediato os tratamentos de laserterapia, magnetoterapia ,fototerapia e acupuntura dentre outros. Os procedimentos eram realizados duas vezes por semana, e sinceramente me faltam palavras para descrever a alegria ao vermos os resultados do tratamento a cada semana que passava do tratamento. Aos poucos eliminamos a pesada medicação que vínhamos ministrando ao nosso filhote, e na sexta sessão ( já livre de qualquer medicação ) pudemos vê-lo com o caminhar reestabelecido, foi FANTÁSTICO!!! Seguimos o tratamento com duas seções semanais até o mês de julho de 2014, e atualmente realizamos sessões semanais para a manutenção do quadro. A reabilitação de nosso filhote foi total. Seremos eternamente gratos aos nossos amigos Gustavo Vicente, Jennifer Hummel, Alessandra Fonini, Silvana e Vitoria e toda a equipe, que com amor e dedicação salvaram nosso amado filhote. Um grande abraço a todos de Rodrigo Félix e Morgana Scherer.

Rodrigo e Morgana e seu filho Jasão - Porto Alegre/RS

Adão e Fátima, pais da Preta

Sua primeira caminhada sem auxílio…. Não foi possí­vel conter as lágrimas. Quando ela, sem motivo aparente, parou de caminhar com as patas traseiras, ficamos muito preocupados com o diagnóstico inicial… hérnia de disco, lesão na coluna lombar.
Iniciamos o tratamento com fisioterapia. Mas o sintoma progrediu, as patas dianteiras também foram afetadas e a lesão poderia ter afetado a coluna cervical.
Sem responder adequadamente ao tratamento e com os reflexos alterados foi necessário avançar na investigação. Havia possibilidade dos sintomas estarem associados a presença de tumores… foram momentos de muita angústia, ansiedade e apreensão até a realização da tomografia.
Felizmente o resultado descartou tumores e com ele um prognóstico mais reservado. Mas por outro lado, também nos jogou para o desconhecido… não conseguimos descobrir a origem do problema que impedia a Preta de caminhar. A Equipe do Mundo à Parte só nos passou uma certeza: NÃO VAMOS DESISTIR.
E foi assim, usando de todo o conhecimento disponível, da experiência adquirida, de pesquisas e busca de consultoria a outros profissionais passaram a adotar protocolos de reabilitação com o objetivo de que ela pudesse voltar a caminhar, ganhando mais autonomia e qualidade de vida. E estamos avançando… a Preta não só conseguiu dar seus primeiros passos sem auxílio, mas recuperou sua disposição…voltou a estar alerta e participativa… e até sua costumeira “brabeza” voltou.
Atravessar este momento de muito sofrimento, convivendo com a possibilidade da perda, foi muito penoso e temos certeza de que só foi possível pela dedicação da Equipe do Mundo à Parte. As sessões de fisioterapia da Preta serviam para renovar nossas esperanças. Perceb­emos o esforço e o profissionalismo de todos e principalmente, o carinho com que desenvolviam as diferentes técnicas para sua recuperação. Esta percepção nos fortaleceu em todo este doloroso processo. Mesmo tratando de algo desconhecido, com prognóstico incerto, em nenhum momento pouparam esforço e dedicação e nunca deixaram de acreditar que era possível… e mais do que isto, desenvolveram uma relação de afeto e de vibração positiva que contagia a todos. Não temos dúvida de que o conhecimento é fundamental e imprescindível, mas é este ALGO A MAIS que faz TODA A DIFERENÇA.
A Preta tem uma história de abandono no início de sua vida… foi sua carinha linda e seu jeito serelepe que nos cativou desde o princí­pio. Ela foi entrando em nossas vidas e sem cerimônia tornou-se um motivo de muitas alegrias e descontração. Acho que se ela pudesse falar, certamente diria para a Alessandra, Gustavo, Jennifer, Bruna, Silvana, Vitoria, Patrí­cia, Franciele e Pamela: OBRIGADO PELO CARINHO E POR NÃO DESISTIREM DE MIM. Grande abraço e muito, muito obrigado.
Adão e Fatima.

Adão e Fátima, pais da Preta - Porto Alegre/RS

Paulo Riveira, pai da Zuca e da Drica

Demorei muito para achar a CLINICA MUNDO A PARTE, mas sem sombra de duvida valeu muito a pena.
Definitivamente desde os profissionais altamente capacitados como a qualidade das instalações e dos equipamentos.
Cabe salientar que a capacitação, qualificação e o carinho dos Drs. Gustavo e da Dra. Jenifer e da equipe de Veterinarios é simplesmente fantástico.
Em minha opinão o nome da clinica já nos diz tudo, definitivamente é um MUNDO Á PARTE.
Devo ressaltar que tive duas filhas sendo tratadas e curadas pelo pessoal.
Obrigado por tudo.
Isilda, Drika, Zuka e Paulo Rivera.

Paulo Riveira, pai da Zuca e da Drica - Porto Alegre/RS

Vani e Paulo, família do Pretinho

Eu, Paulo e Pretinho, agradecemos a toda equipe da Mundo à Parte, que nos devolveu a alegria do nosso Pretinho voltar a andar e ter de volta a alegria dos movimentos. Desde o primeiro dia, tive a confiança que teríamos resultado positivo.
Com essa equipe maravilhosa Dr Gustavo, Dra Jennifer, Dra Alessandra, Gustavo, Silvana, recepção que sempre nos atendem tão bem e com muito carinho. Nossos agradecimentos e muito, muito obrigado por tudo que fizeram, pelo esforço e dedicação. Meu abraço à todos!”

Vani e Paulo, família do Pretinho

Ana Javes e Carmen, família do Tobi

Querida equipe Mundo à Parte.

Quando, há um ano, chegamos aqui com o Tobi, nosso Dasch de 13 anos, éramos só dúvidas e apreensão. Ele havia acabado de sair de uma cirurgia para operar quatro hérnias que o haviam deixado paraplégico. Sob a responsabilidade do Dr. Lucas Colomé, a cirurgia foi um sucesso. E depois, sob a orientação e cuidados da Dra Alessandra Fonini, viemos para a clínica.
Aqui conhecemos o Dr Gustavo e a Dra Jennifer. Logo vimos que estávamos em boas mãos. Esse trio nos acolheu, nos orientou e dedicou-se, como vimos fazer com todos os outros pacientes, com um profissionalismo incrível. Ficamos muito felizes e aliviados de ver nosso pequeno Tobi receber tratamento de ponta e foi com muita alegria que comemoramos cada conquista ao longo de toda a sua recuperação: a primeira vez que voltou a abanar o rabo; os primeiros passos desequilibrados; a autonomia para controlar o xixi; as primeiras corridas…
Hoje comemoramos avanços que nem esperávamos: Tobi voltou a brincar de bola e até mesmo a coçar as orelhinhas com as patas antes paralisadas.
Começamos 2015 renovadas. E, acima de tudo, agradecidas a cada um e cada uma que nos ajudou nessa jornada. Por fim, gostaríamos de deixar uma mensagem de incentivo e força para aqueles e aquelas que estejam iniciando esta caminhada: Vale a pena! Apostem! Acreditem! Lutem junto com seu animal! Estamos certas de que eles sentem e retribuem com muita garra e determinação para recuperarem-se e voltarem a ter uma vida feliz.
Muito obrigada a todos.

Ana Javes e Carmen, família do Tobi - Porto Alegre/RS

Gostaria de deixar um agradecimento ao Dr. Nilton e Dra. Alessandra. Ambos foram muito atenciosos e dedicados com meu filhote. Meu gato Pipe de 1 ano, teve o nervo trigêmeo paralisado. O maior problema disso foi que por não piscar, não tinha defesa nenhuma para proteger o olho direito e não lubrificava o olho. Poderia ter sérios danos no olho/visão. Mas então o Dr Nilton seguiu com uma medicação e sugeriu tratamento de acupuntura. Sim, acupuntura para o bichinho!! Jamais imaginei que houvesse tal tratamento. E realmente desde a primeira sessão o meu mimoso já começou a dar sinais de melhora! Impressionante! A responsável pela Acupuntura foi a Alessandra, coisa mais querida! Além de ter muita paciência e conhecer muito bem o comportamento dos gatos, ela deu várias dicas para eu seguir com tratamento paralelo em casa também. Bolsa de água quente, massagem circulares no sentido horário, dicas de comida, vitaminas, etc. Tenho certeza que todas estas dicas aliadas a acupuntura e ao amor ao bichano foram essenciais para a melhora dele! Muito obrigada! estou enviando por whats o vídeo do antes e depois.
Obrigada de novo!!! ♥♥♥

Juliana e Luigi, família do gatinho Pipe - Porto Alegre, RS