Os campos magnéticos são muito utilizados na fisioterapia pois a sua polaridade favorece o alinhamento das membranas das células, que quando estão lesionadas possuem inversão das cargas e os mecanismos de entrada e saída de íons fica comprometido. Ou seja, quando tem uma inflamação, edema e dor, se gera um quadro com alteração nas concentrações de sódio, cloro, cálcio das células, e isso torna o pH ácido, aumentando ainda mais a dor, edema e inflamação.

A magnetoterapia corta esse ciclo e realinha todas as células, devolvendo o pH alcalino ao local aplicado e com isso, aliviando a dor e cicatrizando os tecidos lesados. Além disso, é fundamental para aumentar o crescimento de nervos, sendo terapia essencial no caso de cães com paralisia nas patas por compressões medulares. A ação do magneto no tecido nervoso também é importante para os cães epiléticos, pois diminui as descargas elétricas atípicas ajudando no controle das crises.