Existem diversas doenças que podem alterar a forma do animal apoiar a pata ou gerar fraqueza e desequilibrio. As mais recorrentes que recebemos na fisioterapia veterinária são as hérnias de disco, que faz os pacientes terem desde quadros de dor intensa até quadros de desequilibrio, dificuldade em caminhar ou até mesmo paralisia completa das patas. Também estão as doenças ortopédicas que incluem doenças em joelhos, cotovelos, quadril e outras articulações que possam estar alteradas. Para recuperar mais rápido os animais afetados por essas doenças existem diversas técnicas na fisioterapia, uma delas é a cinesioterapia.

A cinesioterapia é um conjunto de exercícios aplicados aos pacientes em reabilitação, que favorecem o ganho de massa muscular, melhora no equilíbrio e tato, aumento da sensibilidade nervosa e principalmente devolução mais rápida da condição normal do animal.

Dependendo do objetivo terapêutico, se escolhe um exercício específico, que consiste em aumentar o ângulo de flexão e extensão das articulações, superar obstáculos, mobilizar a coluna e estimular o corpo a aumentar seu equilibrio.