Uma técnica milenar que consiste na inserção de agulhas especiais em pontos ao longo do corpo chamados acupontos. Esses acupontos estão situados em canais denominados meridianos, por onde flui energia que regula o organismo. Em situações de desequilibrio, a energia pode estar diminuída ou em excesso, criando padrões de distúrbios que podem afetar não só a parte comportamental, mas também a parte sistêmica. Processos alérgicos, baixa imunidade que favorece a entrada de vírus, bactérias e outros agentes que não deveriam invadir naturalmente o corpo do animal, alterações endócrinas, degenerações articulares, paralisias, produção baixa ou exagerada de secreções como as lágrimas, entre outras alterações que podemos encontrar.
O objetivo do uso da acupuntura nas terapias de reabilitação é promover o reequilibrio das energias alteradas, devolvendo a funcionalidade dos órgãos que foram afetados e também, através de um mecanismo de liberação de endorfinas e opióides endógenos

(como se fosse morfina) promover o efeito analgésico, que irá diminuir a dor local em casos de problemas osteoarticulares, musculares, tendinosos e viscerais.