A doença mais comum na coluna vertebral de cães, a hérnia de disco pode afetar animais de todos os tamanhos. Existem dois tipos de hérnia de disco, a extrusão ou Hansen tipo I e a protrusão ou Hansen tipo II.
Extrusão de disco (Hansen tipo I) – acontece principalmente nos cães das raças dachshund, shih tzu, poodle, beagle, yorkshire, buldogue francês, SRD (vira-lata), dependendo da cruza que tiver, com idade entre 3 e 8 anos. A lesão normalmente acontece de forma aguda (de repente) e podem apresentar como sinais clínicos desde paralisia das patinhas, ficando paraplégico ou tetraplégico dependendo da localização da lesão, dor, incoordenação motora, déficit proprioceptivo (incoordenação) e perda da dor profunda.
A lesão da extrusão de disco acontece de uma hora para outra. O animal está normal e de repente começa apresentar alterações de locomoção, dor ou incoordenação motora. É bastante comum.
O tratamento da Hansen tipo I pode ser medicamentoso, com a fisioterapia e cirúrgico em casos mais graves. O tratamento com a fisioterapia é indicado para todos os graus de lesão de hérnia de disco.
O que devo fazer se meu cão apresentar sintomas de hérnia de disco (paralisar as patas, sentir dor ou andar cambaleando)?
O ideal é manter ele em repouso absoluto (deixar em um local confinado em casa) e levar o mais breve possível para atendimento veterinário.
Quando a fisioterapia pode auxiliar no tratamento de hérnia de disco?
A fisioterapia no tratamento de hérnia de disco do tipo I é altamente indicada para todos os graus de lesão, desde o paciente que sente dor até o paciente que apresenta paralisia das patinhas. Animais que passaram por cirurgia de hérnia de disco tem a indicação de iniciar a fisioterapia veterinária logo após a cirurgia.
Protrusão de disco (Hansen tipo II) – mais comum em cães de grande porte acima dos 7 anos de idade, principalmente nas raças pastor alemão e labrador, a protrusão de disco é uma doença que acontece de forma lenta e progressiva, muitas vezes o cão inicia apresentando dificuldade de se levantar e arrasta a ponta dos dedos no chão ao caminhar e com o passar dos meses e anos vai piorando a lesão chegando até mesmo a paralisar as patas.
O tratamento da hérnia de disco em cães por protrusão pode ser medicamentoso, com a reabilitação (fisioterapia, acupuntura, ozonioterapia ente outros) e cirúrgico. Quanto antes iniciar o tratamento e os sintomas clínicos forem mais leves, melhor é a resposta ao tratamento do paciente.