Curiosidade – Por que os cães lambem as patas?
» » Curiosidade – Por que os cães lambem as patas?

Curiosidade – Por que os cães lambem as patas?

Não é raro observar os cachorros lambendo ou mordendo suas patas. Mas, ao contrário dos gatos e seus banhos, esse ato pode significar um alerta para alguns problemas como ansiedade, parasitas, dores físicas e alergias. O excesso de lambidas pode tirar a defesa da pele do animal e deixá-lo com a imunidade mais baixa.

 

Se o pet ficar muito tempo sozinho ele pode desenvolver ansiedade. Atividades compulsivas, como lamber as patas, coceiras prolongadas, latidos e uivos são alguns sinais de que seu cão pode estar entediado. Para evitar o tédio, não deixe o animal confinado por longas horas. Sempre que possível, brinque e de atenção ao cão. Outra dica é deixar uma peça de roupa sua. Assim, ele sente o cheiro do dono e não se sente sozinho.

 

Alguns parasitas como pulgas, carrapatos e ácaros podem infestar o animal. Isso gera um desconforto. É comum que eles mordam as patas, tentando se coçar. É difícil observar se existem parasitas nos pets, principalmente os ácaros que são microscópios. Observe se a coceira se prolonga por todo o corpo, pois é um sinal de contaminação. Um médico veterinário deve examinar o animal para poder receitar remédios específicos para o caso.

 

As lambidas podem servir de alerta para dores físicas, que geram desconforto e podem ser causadas por  fraturas, luxações, desgastes, displasia no quadril e coluna. . O ideal é procurar um médico veterinário para diagnosticar o cachorro e indicar o melhor  tratamento.

 

A grama e o pólen podem desencadear alergias nos animais, assim como nos humanos. O melhor método para observar o quadro é levar o pet para passear. Se, por exemplo, ele caminhar na grama e lamber as patas, é um sinal de alergia. Então, é importante o diagnóstico médico para impedir o avanço da patologia. Mesmo após o tratamento, os animais podem continuar com o hábito. Nesse caso, é recomendada a educação por meio de adestramento.

 

Procure uma unidade da Mundo à Parte e agende uma consulta caso precise de ajuda. Será importante conversar com um especialista em fisioterapia veterinária para tirar dúvidas e ter certeza de como funcionam todos os processos.